sábado, 26 de setembro de 2009

Gosto de ser você mesmo.


E tudo o que eu preciso,é de apenas mais uma dose de mim mesma.Já me perdi em tantos copos que nem sei mais qual é o meu.Me perdi entre tantos goles,e tantos gostos,que nem sei dizer qual gosto eu tenho,afinal.
Tantas vezes forcei engolir aquilo que era ruim,aquilo que não me satisfazia,por pura comodidade,apenas para insuflar o ego.E por tantas outras desejei mais um gole da dose que eu tinha de você,mas essa dose era pouca,e tinha hora marcada para que eu provasse.Eu sou capaz de descrever até hoje o seu gosto,nunca me esqueci.
Misturava um pouco do gosto doce do seu beijo,do seu amor,eu sentia isso.Mas as vezes era amargo,como seu humor instável,ou suas vontades contidas em si.Suas frustrações cheiravam à fruta podre,mas eu ainda me lembro do gosto bom.
Tantas vezes provei do veneno,mas sempre esqueci do antídoto que me faria esquecer.Nunca me preocupei mesmo em procurar em mim todas as respostas,pois achei que acharia em outros copos,mas me enganei.
Agora fico aqui,olhando para todos esses copos vazios,e me perguntando afinal de contas,o que ganhei com tudo isso.O que ganhei?Nada!Ganhei apenas o vazio que a dúvida de não saber o gosto que tenho,me deu.Apenas aquela morbidez dos lábios que já se perderam em tantos gostos,para não ser capaz de sentir o seu próprio.Triste sina daquele que procura no outro,o gosto de ser você mesmo.

1 Comentário:

Clawd disse...

bellísimo!!!

Postar um comentário