terça-feira, 9 de março de 2010

Amar em partes.



Eu só peço-lhe que não me traga rosas,sou alérgica a flores.E também não desejo que escreva cartas de amor,não suporto demonstrações exacerbadas de afeto,as palavras mentem.
Também não desejo que me ligue às 4 da manhã para dizer que sente saudades,pois você pode apenas ter me ligado pois não tinha mais ninguém para gastar seus créditos.
Eu não desejo uma parte de você,e nem de seu coração,eu o desejo por inteiro e se não pode ser inteiro meu,que não seja,então.
Porque não quero um amor fugaz,que começa em chamas e termina em cinzas.Eu quero um amor em doses homeopáticas,aqueles duradouros,que nunca chegam ao fim e que se chegam,as memórias não deixam que esse fogo se apague.
Não quero dormir e acordar todos os dias sozinha,mas não desejo ter alguém ao meu lado apenas para suportar a solidão acompanhada,ela dói mais quando se compartilha com alguém.
Eu quero dividir a minha cama,eu quero dividir os meus dias,repartir as lágrimas e multiplicar sorrisos,eu quero ser amada por inteiro,porque eu só sei amar assim.

6 Comentários:

Thaiis disse...

PQP que lindo FER!
nooooooooooooooooooooossa, te amo muito por tudo que voce é amiga!

Nettão Benazio disse...

PôH!!!!! Demaisss... Curti mto seu blog!!1 Bju

NettãoBenazio disse...

Pôh!! Mto legal seu blog!! Curti mto!!! Demais mesmo!! AT+ Bju \,,/

Liรร disse...

ótimo texto :D
Amostra de fatos que as pessoas desejam esconder!
Sobre si mesmas, vazias e rápidas, entorpecidas pela solidão se unem umas as outras por um breve tempo, como passatempo ou desculpa para status social mais interessante...
Tal amor em partes é algo que mais rejeito!

[[ou tudo, ou nada]]

Dan disse...

WOW...texto perfeito!

Dan disse...

WOW... disso tudo! Perfeito...

Postar um comentário