sábado, 26 de dezembro de 2009

Me desprendo


 Então me desprendo de mim mesma.
Me desprendo do ser,do ter e do sentir,e diga-se de passagem,principalmente do sentir.
Me dou,de corpo,alma e coração.
Sou inteiramente do vento,da Lua,da rua.
Eu vou voando pra qualquer canto,não importa o rumo.
Eu me parto em cem pedaços,em mil,em um milhão.
Cada parte de mim voa à cada coração de quem se lembrou,que um dia estive presente em sua vida,que bati à sua porta.
E eu reparto minhas dores,minhas mágoas,meus dissabores.
Mas distribuo apenas as alegrias,aquelas que vivi,e que curaram algumas feridas.
Porque me desprendo de tudo,me desprendo do mundo,mas me desprendo principalmente de você,causador de tudo.

3 Comentários:

Mariposa disse...

gente amei o texto
vc que escreveu?
eh lindo, escreve bem flor!
beijoos
ve se aparece, nao sei em qual comentar, mas gostei deste!

beijoos
feliz 2010 e escreva sempre assim, eh forte e otimo seu texto

THAYS CONCEIÇÃO disse...

ADOREI OS TEUS POEMAS COMO EXISTEM MENTES CRIATIVAS NESSA INTERNET NÉH SAO TODOS MUITO BONS

Wanessa Herrera disse...

curtii mtooo

Postar um comentário